Brasão

Câmara de Vereadores
de Santo Ângelo

Câmara de Vereadores de Santo Ângelo.
Sexta, 14 de julho de 2017

Vereadores buscam apoio para fortalecer atividades do Centro Missioneiro de Equoterapia Santo Ângelo Custódio.

Em audiência com o Comandante-Geral da Brigada Militar, os vereadores Maurício Loureiro e Vinícius Makvitz solicitaram a doação de dois cavalos para o Centro Missioneiro de Equoterapia Santo Ângelo Custódio. 

A solicitação contou com o apoio do líder do governo na Assembleia, deputado Gabriel Souza, e do deputado da região, Eduardo Loureiro. Conforme informaram os vereadores, o pleito foi atendido e a doação irá possibilitar o aumento no número de crianças atendidas pela entidade.

“A entidade é filantrópica, sendo assim o serviço é prestado de forma totalmente gratuita à população. Nós como agentes públicos temos o dever de colaborar para a manutenção e crescimento do Centro, e por este motivo solicitamos a doação de dois cavalos para que seja possível ampliar o atendimento”, destacou Makvitz.

Em síntese, o Centro Missioneiro de Equoterapia atende crianças e adolescentes com necessidades especiais, dificuldades de aprendizagem, transtorno de desenvolvimento global ou que apresentam sequelas decorrentes de acidentes. A intenção é promover o desenvolvimento psicomotor, cognitivo, social e afetivo, contribuindo para uma prática social e inclusiva.

Conforme informou o vereador Mauricio Loureiro, atualmente o Centro está sob a presidência de Mario Vieira e tem se mantido por meio de projetos como Rugido do Bem -  via Comdica -  e programas do Imposto de Renda, além de doações da própria comunidade. 

A entidade já atua há 10 anos e sua sede está localizada no Parque da Fenamilho. As crianças atendidas são encaminhadas por médicos e pelas escolas em que estão matriculadas.

11 de outubro de 2018
Reunião realizada no gabinete do Chefe do Legislativo, Everaldo de Oliveira (PDT), definiu a ilustração vencedora
10 de outubro de 2018
Automóveis são oriundos de emendas parlamentares dos deputados Cajar Nardes e Afonso Motta, e de recursos do Governo Federal