Quarta, 12 de maio de 2021

Odorico Bessa receberá título de Cidadão Honorário de Santo Ângelo

Protocolado pelo vereador Vando Ribeiro de Souza (MDB), o Projeto de Decreto Legislativo que visa conceder o título de cidadão honorário do município de Santo Ângelo ao senhor Odorico Bessa Almeida, foi aprovado por unanimidade na Sessão Ordinária da Câmara de Vereadores da última segunda-feira, 10.

De acordo com Vando, a homenagem foi proposta considerando os relevantes serviços prestados por Odorico ao Hospital Santo Ângelo e para várias outras entidades e clubes de serviço da Capital das Missões. “Com certeza é um título mais que merecido, pelos seus longos anos de trabalho árduo em prol da comunidade santo-angelense. Fico muito contente com a aprovação do projeto, pois é um reconhecimento de quem tanto trabalhou e dedicou vários anos de sua vida para ajudar as pessoas e no desenvolvimento de Santo Ângelo”, destacou o vereador.

O homenageado

Odorico Bessa Almeida nasceu em 02 de agosto de 1936 em Cruz Alta. Casado com Marisa Almeida, tem 5 filhos, 9 netos  dois bisnetos. 

Graduado em Ciências Jurídicas e Sociais pela Faculdade de Direito de Santo Ângelo, atuou na Procuradoria Geral do Estado entre 1983 e 1984, e foi Vice-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil em 2010, 2011 e 2012.

O homenageado foi vereador de 1989 à 1992, ano em que assumiu a presidência da Casa Legislativa. Atuou como professor de matemática no Colégio Marista, no Colégio Estadual Júlio de Castilhos e no Colégio Estadual Missões, onde também foi diretor. Foi Membro Efetivo do Conselho Municipal de Educação e Cultura, Secretário Municipal de Administração e também de Educação, em Santo Ângelo.

Além disso, trabalhou como técnico agrícola para a Secretaria da Agricultura do Estado do Rio Grande do Sul, atuando nas cidades de Júlio de Castilhos, Santo Ângelo e Cerro Largo. Como técnico agrícola trabalhou também na 8ª Inspetoria Regional do Serviço Florestal do RS, como Chefe do Posto Florestal, em Porto Alegre.

OUTRAS NOTÍCIAS
29 de julho de 2021
O projeto que propôs a mudança na legislação foi protocolado pelo vereador João Cardoso e aprovado por unanimidade na Sessão Ordinária da Casa Legislativa no dia 21 de junho.