Sábado, 30 de julho de 2022
Região busca a administração do Aeroporto Regional Sepé Tiaraju

 

O interesse de todos os municípios em centralizar na região a administração do Aeroporto Regional Sepé Tiaraju, marcou os direcionamentos da Audiência Pública, ocorrida na tarde desta sexta-feira (25). O encontro, que contou com representantes de diversos municípios, entidades locais, Associação dos Municípios das Missões -AMM e Associação dos Legislativos das Missões ALM, foi requerido pelo vereador Maurício Loureiro (PDT).

 

Após a conclusão, bem sucedida, da obra de construção da RESA, no Aeroporto em Santo Ângelo, através da união que mobilizou uma força-tarefa, movimentando dezenas de maquinários, empresas e entidades regionais, já se traçam novos planos. Diante do sucesso do modelo de trabalho realizado nesses dias, entidades e administração discutem sobre a gestão do Aeroporto Sepé Tiaraju, juntos, estudam a possibilidade de municipalização do aeroporto, que seria a gestão centrada no Governo Municipal, além de outras possibilidades como o modelo de gestão compartilhada ou cogestão, que é baseada na cooperação de diversos órgãos como entidades, Executivo e empresas, através de uma espécie de comissão para gerir o espaço. Outra possibilidade que surgiu no debate foi um termo de cooperação entre município e Estado, semelhante ao aprovado na Câmara de vereadores, o qual possibilitou a realização das obras em parceria do Executivo, Sindicato Rural e URI Santo Ângelo.Mas independentemente do modelo de gestão do aeroporto, se sobressai a ideia de que a gestão deve ser na região.Conforme o debate, a gestão do Aeroporto no município agilizaria diversos processos como investimentos, obras, ampliações e demais processos que passando pelo Governo do Estado do Rio Grande do Sul atrasariam em meses. A exemplo disso a construção da RESA, que segundo o cronograma deveria ser para o final deste ano.  O Governo Estadual é quem administra o espaço atualmente, no entanto já demonstrou interesse em terceirizar esse serviço, conforme afirma o Secretário de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Inovação, João Batista. Há receio, por parte da AMM, de que o Estado realize esta terceirização sem consultar os interesses da região, uma vez que o Governo do RS já vem realizando estudos para esta finalidade.Fruto do amplo debate, nos próximos dias a Câmara de vereadores deverá promover um encontro com entidades que já passaram por esse processo, a fim de direcionar e clarear os processos a serem realizados, bem como mostrar de fato como funciona a administração de um aeroporto para as pessoas a frente deste processo aqui na região.Uma reunião com o governo do estado também deverá ocorrer logo nos próximos dias, buscando dar ciência ao estado que a região se interessa pela gestão do aeroporto, para que não realize os trâmites de terceirização sem o conhecimento da região. Em agenda na Capital Gaúcha, nesta semana, o Presidente do Legislativo, Vando Ribeiro (MDB), buscará agendar esse encontro.

 

OUTRAS NOTÍCIAS
10 de agosto de 2022
Agosto Lilás fortalece a luta contra a violência da mulher em Santo Ângelo
09 de agosto de 2022
Associação dos Supervisores de Educação do RS recebe homenagem da Câmara de Vereadores
08 de agosto de 2022
Músico Arnóbio Bilia recebe a Ordem da Cruz Missioneira
04 de agosto de 2022
Reunião define ações de melhorias para os pontos de táxi de Santo Ângelo
03 de agosto de 2022
Legislativo homenageia Colégio Teresa Verzeri pela passagem de seus 90 anos