Segunda, 11 de janeiro de 2021

Prefeito Jacques Barbosa defende aprovação do projeto que dá continuidade à reforma administrativa

A Casa Legislativa santo-angelense recebeu, na manhã desta segunda-feira, 11, o prefeito Jacques Barbosa, o vice-prefeito Volnei Teixeira e o secretário de Gestão e Relações Institucionais Hélio Costa, para dialogar com os vereadores acerca do Projeto de Lei 0767/2020, que trata do Plano de Carreira e Remuneração do Quadro de Servidores de Santo Ângelo.

O projeto de Lei em questão foi protocolado no dia 10 de dezembro de 2020 e chegou a ser apreciado no dia 21 do mesmo mês, quando recebeu um pedido de vista e ficou para ser votado neste ano. A matéria propõe uma alteração no quadro de funcionários, considerando a Reforma Administrativa que iniciou com a diminuição e reestruturação das secretarias.

A justificativa do PL expõe que a reestruturação administrativa, bem como a adequação dos cargos de chefia e assessoramento, é necessária em virtude de adequação de estrutura, eficiência e de economia das secretarias. “Cabe ressaltar, que nessa reestruturação administrativa fica claro através do impacto financeiro que acompanha os projetos de lei, demonstrando que é necessária a implantação desta mudança, pois são significativas as reduções quantitativas e econômicas”, consta no texto.

O presidente do Poder Legislativo, Nader Awad, deu início à reunião e passou a palavra ao prefeito. Para o presidente, o diálogo entre os dois Poderes é importante para a tomada de decisões que implicam diretamente na vida dos santo-angelenses. “Nossa ideia é entender melhor os benefícios que a aprovação do projeto trará para o município, e contribuir com ideias para a melhoria do texto. Esclarecer dúvidas dos vereadores é importante para realizar uma votação que contemple as necessidades da comunidade”, disse.

Ao explanar sobre o PL 0767, o Chefe do Executivo esclareceu que o projeto só tem o aumento de um Cargo em Comissão, e que o que está sendo proposto é algo expressivo, que representa economia de mais de R$ 5,2 milhões para a próxima gestão. “Estamos tirando 20% dos ccs, de cada 5, um sai fora. Tirando 35% dos FGs (Função Gratificada), de cada 20, 7 vão deixar de ganhar. E nós estamos propondo para nossa sociedade, para os próximos 4 anos, no mínimo 5 milhões para capacidade de investimento no município”, explicou.

Vando Riberio afirmou a necessidade de se cortar gastos e de dialogar “Nós queremos, pela conversa que nós temos tido com todos os vereadores, todos nós gostaríamos de colaborar, sugerir, ajudar, tendo uma conversa franca com o Executivo”. O vereador pontuou que a Casa Legislativa também procurou fazer cálculos no sentido de contribuir para a matéria que deverá ir a votação.

Conforme Helio Costa, tendo em vista a reestruturação administrativa, se buscou aproximar os departamentos e as secretarias afins, conciliando segmentos, o que foi um desafio. “O principal, que nós temos certeza que tanto o Executivo quanto o que a Câmara está buscando, é essa economia que é uma resposta para aquilo que a gente está buscando e que é uma ansiedade da sociedade em geral e de todos os segmentos públicos, para que a gente possa dar uma resposta até em termos de investimentos.

Barbosa ainda destacou que a prefeitura é uma grande prestadora de serviços, “e um dos maiores desafios é cortar custos sem perder a eficiência, que é um dos princípios da gestão pública, e sem perder a capacidade de atender a sociedade”.

A matéria deverá ser votada na sessão da próxima segunda-feira, 18.

 

 

 

OUTRAS NOTÍCIAS
12 de maio de 2021
Protocolado pelo vereador Vando Ribeiro de Souza, o Projeto de Decreto Legislativo que visa conceder o título de cidadão honorário do município de Santo Ângelo ao senhor Odorico Bessa Almeida, foi aprovado por unanimidade na Sessão Ordinária da Câmara de
11 de maio de 2021
PL teve a maioria dos votos dos edis e reduz em 50% a cobrança
11 de maio de 2021
Também foram apreciados requerimentos, um pedido de informação e uma moção