Segunda, 13 de maio de 2024
Legislativo realizou sessão especial alusiva ao Dia da Conscientização da Fibromialgia

Na noite desta segunda-feira, 13, foi realizada sessão especial alusiva ao Dia da Conscientização da Fibromialgia, comemorado no dia 12 de maio. A sessão foi solicitada em requerimento pelas vereadoras Jacqueline Possebom (PDT) e Lucia Lima (MDB).

 

Compuseram a mesa de honra juntamente com o presidente do Legislativo, Felippe Terra Grass, o vice-presidente Vando Ribeiro (PSDB), o secretário da Mesa Diretora André Pedroso (PP), Andreia Bernardi, representando a Secretaria Municipal de Saúde, e Solange Senger, representando o Grupo Gente de Fibro de Santo Ângelo.

 

Em nome do Legislativo, a vereadora proponente da homenagem, Jacqueline Possebom, destacou a responsabilidade da sociedade em abordar a fibromialgia com empatia e solidariedade. “Devemos educar e conscientizar sobre essa doença para fornecer um melhor suporte àqueles que a sofrem. Isso significa garantir um acesso equitativo à assistência médica, pesquisa e tratamentos adequados. ”

 

Ao reforçar a importância de impulsionar políticas que melhorem a vida das pessoas com fibromialgia, é destacado que o município de Santo Ângelo possui lei que obriga os estabelecimentos públicos e privados do município a incluir nas placas de atendimento prioritário, o símbolo mundial da fibromialgia. A lei também institui o dia 12 de maio como o Dia Municipal da Fibromialgia e é de autoria da vereadora Jacqueline, em 2019.

 

A síndrome da fibromialgia (FM) é uma síndrome clínica que se manifesta com dor no corpo todo, principalmente na musculatura. Junto com a dor, a fibromialgia cursa com sintomas de fadiga (cansaço), sono não reparador (a pessoa acorda cansada) e outros sintomas como alterações de memória e atenção, ansiedade, depressão e alterações intestinais. Embora possua tratamento, a fibromialgia não tem cura.

 

Segundo dados da Sociedade Brasileira de Reumatologia, a doença se manifesta em cerca de 2% a 12% da população adulta no Brasil. Acomete principalmente mulheres entre 30 e 55 anos de idade, embora, com menor frequência, possa também ser diagnosticada em crianças, adolescentes e idosos.

 

Os portadores da doença podem realizar a retirada de uma carteira de identificação de fibromialgia na Secretaria Municipal de Saúde.

OUTRAS NOTÍCIAS
28 de maio de 2024
Procuradoria da mulher realizou uma manhã de painel de debates com o tema central “Conversando com a Rede de Atendimento à Criança e ao Adolescente”
28 de maio de 2024
Vereadores reúnem-se com representantes da secretaria municipal de educação
28 de maio de 2024
Luiz Denardin recebe o Título de Cidadania Honorária
23 de maio de 2024
Confira os pedidos de informação solicitados de forma verbal durante a Sessão da última segunda-feira
22 de maio de 2024
Câmara aprova moção de apelo pela implantação da infraestrutura de acesso ao Santuário de Nossa Senhora de Fátima