Terça, 19 de abril de 2022
Legislativo institui procuradoria da mulher
O município de Santo Ângelo avança dando mais um importante passo acerca dos direitos das mulheres. O Projeto de Resolução que propôs a criação da Procuradoria da Mulher foi aprovado por unanimidade na última Sessão Ordinária, que ocorreu no plenário municipal Juarez Alves Lemos, nesta segunda-feira (18).
O Projeto de Resolução foi proposto pela vereadora Simone Vargas Lunkes (PDT), que possui longo histórico de ações em defesa dos direitos da mulher no município de Santo Ângelo. Para Simone, “ a criação da Procuradoria da Mulher no legislativo vem para zelar, garantir e fortalecer ainda mais os direitos das mulheres com mais um apoio à rede de proteção às mulheres do município”, destacando que a iniciativa no âmbito Legislativo é inédita, e que irá fazer valer os direitos das mulheres.
A Procuradoria da Mulher
A ação tem o propósito de proteger os direitos das mulheres Santo-Angelenses contra a violência e a discriminação, apoiando e incentivando ações que viabilizem a aplicação da Lei Maria da Penha de forma mais eficaz, além de ampliar a rede de proteção das mulheres e promover um espaço de discussão de políticas públicas voltadas à temática.
A partir da implantação do projeto, o órgão, através da Câmara Municipal, ficará aberto para receber denúncias e acompanhar os casos referentes ao tema, podendo para este fim acionar e encaminhar ao órgão competente para dar andamento no processo mais adequado para cada situação. Além dos trabalhos de auxílio e suporte às mulheres, como: examinar denúncias e realizar os encaminhamentos necessários, a Procuradoria da Mulher também irá atuar na prevenção, fomentando ações educativas, sociais, promovendo pesquisas, seminários, palestras e estudos sobre violência e discriminação contra a mulher.
A iniciativa também buscará ampliar a presença das mulheres na política, garantindo que as vozes das parlamentares hoje eleitas sejam ouvidas.
A Procuradoria da Mulher contará com uma vereadora procuradora, a qual deverá ser eleita por votação, e uma sala na sede da Câmara Municipal de Vereadores, para realização de reuniões, debates e atividades em geral.
Responsabilidades
● Compete à Procuradoria da Mulher zelar pela defesa dos direitos da mulher e pela participação efetiva das vereadoras nos órgãos e nas atividades da Câmara Municipal de Santo Ângelo;
● Receber, examinar e encaminhar aos órgãos competentes denúncias de violência e discriminação contra a mulher;
● Sugerir, fiscalizar e acompanhar a execução de programas do Executivo municipal que visem à promoção da igualdade de gênero, assim como a implementação de campanhas educativas e antidiscriminatórias de âmbito municipal;
● Cooperar com organismos municipais, públicos e privados, voltados à implementação de políticas públicas para as mulheres;
● Promover pesquisas, seminários, palestras e estudos sobre violência e discriminação contra a mulher, bem como acerca da representação feminina na política, inclusive para fins de divulgação pública e fornecimento de subsídio às Comissões da Câmara Municipal.
OUTRAS NOTÍCIAS
10 de agosto de 2022
Agosto Lilás fortalece a luta contra a violência da mulher em Santo Ângelo
09 de agosto de 2022
Associação dos Supervisores de Educação do RS recebe homenagem da Câmara de Vereadores
08 de agosto de 2022
Músico Arnóbio Bilia recebe a Ordem da Cruz Missioneira
04 de agosto de 2022
Reunião define ações de melhorias para os pontos de táxi de Santo Ângelo
03 de agosto de 2022
Legislativo homenageia Colégio Teresa Verzeri pela passagem de seus 90 anos