Sexta, 22 de janeiro de 2021

Vereadores recebem ONG Pé de Pano para discutir fim da tração animal

O veto do prefeito Jacques Barbosa ao projeto que dá fim à tração animal, ampliou as discussões sobre o assunto na Casa Legislativa de Santo Ângelo. Com o intuito de buscar uma solução para o assunto, na tarde dessa quinta-feira, 21, vereadores receberam no Plenário Juarez Lemos, as representantes da ONG Pé de Pano Cristine Peixoto, Tatiane Sarmento e Patrick Marzavi.

Participaram do encontro, os integrantes da Mesa Diretora, presidente Nader Awad (PSD), o vice-presidente Carlos Gonçalves (PRTB) e secretário Marcos André de Almeida (PTB), bem como os vereadores Maurício Loureiro (PDT), João Cardoso (PSL), Rodrigo Flores (PDT), Gilberto Corazza (PT), Nérison de Abreu (PRTB), Vando Ribeiro (MDB) Nivaldo Langer de Moura (Nêne) (PP).

A reunião foi conduzida pelo presidente da Casa, e inicialmente a ONG apresentou vídeos e fotos que mostraram a situação dos animais, reivindicando que alguma medida seja tomada. Cristine Peixoto, diretora da ONG, contou que a Pé de Pano realiza resgates a qualquer hora do dia. “Eu posso afirmar a vocês que essa situação está fora de controle em Santo Ângelo. A quantidade de cavalos que já passou pelas minhas mãos, é algo que me endurece a alma”.

 

Projeto vetado

Protocolado pelo vereador Maurício Loureiro, o Projeto de Lei que foi aprovado no final do ano de 2020, foi vetado pelo prefeito Jacques Barbosa, por conter vício de origem. Para Loureiro, o tema é latente e de extrema importância para a cidade.

Acerca do projeto vetado o edil afirmou que foi uma luta de muitas mãos e que o passo inicial para a mudança perpassa pela aprovação da Lei e em colocá-la em prática. O veredor ressaltou que o serviço prestado no município já melhorou, mas ainda carece de muita atenção do Poder Público. “Eu acredito que essa Casa precisa ser protagonista e findar com o sofrimento desses animais. Há alternativas etem que haver um esforço do Poder Público pra condução do processo”, disse Loureiro.

Nader afirmou que a Casa Legislativa quer que a questão se resolva e que vai trabalhar em conjunto com os edis para isso. “Nós vereadores pluripartidários devemos abraçar essa causa e ouvir também as famílias, os carroceiros, fazer uma audiência pública e ouvir todas as partes para encontrar uma solução”, afirmou o presidente da Câmara Municipal.

O Chefe da Mesa Diretora do Poder Legislativo, lembra que além do projeto de Lei enviado pelo Executivo, há outras duas matérias que tratam da causa animal, sendo uma protocolada pelo vereador Corazza, e outro projeto de sua própria autoria, para ampliar o debate e buscar uma solução para o assunto.

 

Encaminhamentos

Cristine enfatizou, citando casos de violência e ressaltando que a legislação é branda,  que é necessário um posicionamento urgente da Câmara de Vereadores. Desse modo, Nader encerrou a reunião se comprometendo, em nome da Mesa Diretora, em realizar uma reunião com as outras partes envolvidas, com o município e os carroceiros, para se chegar em um consenso e então colocar o projeto do Executivo em votação. “É unânime que não queremos mais a crueldade com os animais, mas precisamos unificar as ideias, verificar de onde podem vir os recursos e o que pode ser feito, para poder mudar essa realidade”, finalizou. 

 

 

OUTRAS NOTÍCIAS
12 de maio de 2021
Protocolado pelo vereador Vando Ribeiro de Souza, o Projeto de Decreto Legislativo que visa conceder o título de cidadão honorário do município de Santo Ângelo ao senhor Odorico Bessa Almeida, foi aprovado por unanimidade na Sessão Ordinária da Câmara de
11 de maio de 2021
PL teve a maioria dos votos dos edis e reduz em 50% a cobrança
11 de maio de 2021
Também foram apreciados requerimentos, um pedido de informação e uma moção