Brasão

Câmara de Vereadores
de Santo Ângelo

Câmara de Vereadores de Santo Ângelo.
Quarta-feira, 1 de julho de 2015

Vereadores apresentam questionamentos ligados ao Centro de Atenção Psicossocial em Santo Ângelo

Preocupados com a qualidade e andamento dos serviços de competência do Centro de Atenção Psicossocial – CAPS II, a vice-presidente do Poder Legislativo de Santo Ângelo, vereadora Jacqueline Possebom (PDT) e o secretário da Mesa Diretora, vereador Lauri Juliani (PDT) apresentaram pedido de informações referente ao tema.

Ao levar para discussão em plenário, os edis justificaram a iniciativa com base no depoimento de pacientes e na própria experiência que tiveram ao visitar as instalações do Centro na última semana. Conforme relataram os vereadores, além estrutura física estar situada em local de difícil acesso, não há acessibilidade para pessoas com problemas de mobilidade, e os ambientes não são adequados para a realização das atividades terapêuticas.  

“Quais providências serão tomadas com relação às irregularidades na estrutura física e falta de acessibilidade? Quando serão contratados os profissionais enfermeiros, artesão e assistente social, fundamentais para os atendimentos aos usuários? Qual a nominal e de que forma está sendo feita a contratação do médico responsável pelo atendimento aos pacientes? ”, questionaram os parlamentares.

Jacqueline aproveitou a ocasião para também destacar que, na teoria, os CAPS devem contar com equipes multiprofissionais, compostas por psicólogos, psiquiatras, enfermeiros, auxiliares de enfermagem, assistentes sociais, terapeutas ocupacionais, técnicos administrativos, dentre outros.  

“O objetivo é que no Centro sejam oferecidas diversas atividades terapêuticas, como psicoterapia individual ou grupal, oficinas terapêuticas, acompanhamento psiquiátrico, visitas domiciliares, atividades de orientação e inclusão das famílias, o que, devido a realidade atual, está cada vez mais difícil em nosso município”, afirmou a vereadora.

Os Centros de Atenção Psicossocial possuem a função de prestar atendimento a pessoas com grave sofrimento psíquico, diminuindo e evitando internações psiquiátricas. Também visa articular-se com a rede de serviços da comunidade favorecendo a reinserção delas a este espaço. Atualmente, conforme informaram os vereadores, em Santo Ângelo apenas 24 pacientes estão sendo atendidos. 

23 de maio de 2017
Ações preveem maior inclusão e assistência aos portadores de Transtorno do Espectro do Autismo (TEA). Projeto é de autoria do Líder do Governo, vereador Mauricio Loureiro
23 de maio de 2017
Ato fez alusão à passagem dos 25 anos de atividades da Universidade. Sessão foi realizada no plenário do Legislativo Municipal à pedido da vereadora Zilá Andres.
19 de maio de 2017
Vereador Rodrigo Trevisan foi quem solicitou a audiência. Objetivo é tratar sobre os efeitos da ordem de serviço assinada pelo governador José Sartori determinando, como forma de economia, a redução no número dos cavalos utilizados pela Brigada Militar.
19 de maio de 2017
De acordo com o texto, as contratações serão efetivadas com base na ordem classificatória decrescente do processo seletivo já realizado pelo Município.