Brasão

Câmara de Vereadores
de Santo Ângelo

Câmara de Vereadores de Santo Ângelo.

Quinta, 31 de outubro de 2013

Requerimentos e Pedidos de Informações

Durante sessão ordinária realizada nesta semana, dia 29, os vereadores Santo Ângelo, além de discutir e votar projetos de lei, estiveram apreciando diversos requerimentos e pedidos de informações.

Subscrito pelo vereador Lauri Juliani, foram aprovados requerimentos para que o Conselho e o Departamento Municipal de Trânsito providencie a instalação de redutores de velocidade e de placas de sinalização. Dentre as ruas citadas pelo edil estão: Rua Missões, entre as Ruas Sepé Tiaraju e Miguel Couto, na zona oeste da cidade e Rua Santa Rosa, entre as Ruas Marques do Herval e Avenida Getúlio Vargas, no centro norte do município.

Da mesma forma, Juliani levou para votação pedido de informação que questiona o Executivo Municipal sobre os critérios para o estacionamento de veículos não oficiais junto ao pátio da prefeitura.

De sua parte, o vereador José Martins (SDD), apresentou requerimento no sentido de que seja providenciada a instalação de poste de luz na rua Olindo Rodrigues Braga, no Bairro Assistencial Braga, com o Bairro Leonel Brizola, junto a ponte entre os bairros. Conforme o edil, a solicitação partiu dos próprios moradores, que tem sofrido com assaltos e acidentes de trânsito.

Seguindo as solicitações, a vereadora Jacqueline Possebom (PDT) subscreveu matéria para que a Prefeitura Municipal informe a previsão para a realização de pavimentação asfáltica junto ao Bairro Indúbras, assim como na rua Daltro Filho, Bairro Emília.

Além disso, a vereadora solicita informações referentes ao loteamento Residencial Jardim, no bairro Santa Bárbara.  Jacqueline questiona o andamento das obras, principalmente as relacionadas com calçamento e terraplanagem, tendo em vista os transtornos sofridos pelos cidadãos que residem nas proximidades.

Todas as matérias foram aprovadas por unanimidade. 

12 de julho de 2019
Cortes sugeridos pelo presidente da Câmara, vereador Maurício Loureiro (PDT), e discutido com líderes, pode gerar uma economia de até R$ 400 mil por legislatura