Brasão

Câmara de Vereadores
de Santo Ângelo

Câmara de Vereadores de Santo Ângelo.
Sexta, 19 de maio de 2017

Fim do Policiamento Montado em Santo Ângelo será tema de audiência na Câmara Municipal

Atendendo solicitação do vereador Rodrigo Trevisan, o Poder Legislativo de Santo Ângelo vai realizar audiência pública para tratar sobre os efeitos da ordem de serviço assinada pelo governador José Ivo Sartori determinando, como forma de economia, a redução no número dos cavalos utilizados pela Brigada Militar.

De acordo com Trevisan, o objetivo é reunir a comunidade, representantes da administração municipal e o Comando da Brigada Militar para ouvir o seu posicionamento sobre a ordem do governador.

A determinação de recolhimento dos animais para leilão foi feita pela ordem de serviço nº 515. A justificativa da medida é “otimizar a gestão, reduzindo as despesas de custeio nesta modalidade específica de Polícia Ostensiva”. O edil lembrou, também, que a ordem do Governo do Estado prevê o corte nos canis da corporação, com o fechamento de 14 dos atuais 24. Os cães serão colocados à adoção.

Uma moção de repúdio à medida também foi apresentada pelo vereador e encaminhada a órgãos do Estado. Para Trevisan, o assunto deve ser discutido amplamente, tendo em vista que a medida irá, consequentemente, extinguir o Regimento de Cavalaria Montada na região da Missões.

Segundo o parlamentar, o policiamento montado tem um importante papel na manutenção da ordem e segurança pública e, diante disso, a medida deve ser melhor avaliada. A data para a audiência pública no Legislativo Municipal será definida e divulgada nos próximos dias. 

17 de outubro de 2017
Encontro foi solicitado pelos vereadores Vinícius Makvitz e Rodrigo Trevisan.
17 de outubro de 2017
Muito atuante, Moema participou da formação do Grupo da Pastoral da Criança do COHB e Bairro Neri Cavalheiro. Também fundou o Clube de Mães em sua comunidade, o qual, agora, levará seu nome.
13 de outubro de 2017
Comitiva também tratou sobre abertura da UPA, ampliação do aeroporto, doações de áreas federais e execução de programas sociais
13 de outubro de 2017
A proposta foi votada nesta semana pela Câmara e permite que qualquer entidade civil promova melhorias nos espaços culturais distribuídos pela cidade.