Brasão

Câmara de Vereadores
de Santo Ângelo

Câmara de Vereadores de Santo Ângelo.
Sexta, 12 de dezembro de 2014

Espaço Cultural Marechal Rondon será reconhecido, oficialmente, como ponto turístico da Capital das Missões

 

Com o objetivo de enriquecer a rota turística de Santo Ângelo, a vereadora Zilá Andres (PP) apresentou projeto de lei que passa a considerar o Espaço Cultural Marechal Rondon ponto turístico da Capital das Missões.

O projeto foi apreciado nesta semana, dia 08, durante sessão ordinária do Legislativo Municipal.  Conforme reiterou a vereadora, essa é uma forma de, também, aproximar a comunidade e disponibilizar aos turistas um rico acervo da vida e obra do Patrono das Comunicações.

Após discussão em plenário, os vereadores aprovaram a iniciativa por unanimidade.  O Espaço Cultural Marechal Rondon está localizado nas dependências do 1º Batalhão de Comunicações e conta com acervo doado pela sua família em 1972. Atualmente a entrada ao museu é franca e conta com visitas guiadas, sem ser necessário o agendamento prévio.

 

Espaço Cultural Marechal Rondon

O Espaço Cultural Marechal Cândido Mariano da Silva Rondon, foi inaugurado no dia 14 de dezembro de 1972, quando o quartel ainda estava sediado na cidade do Rio de Janeiro. Na época a solenidade contou com a presença de familiares do Patrono das Comunicações onde parte dos objetos do atual acervo foram doados pela família. Com a transferência do batalhão no final do ano de 1992 para a Capital Missioneira, todo o referido material acompanhou a Unidade.

 

Patrono das Comunicações no Brasil - Marechal Cândido Mariano da Silva Rondon

De origem indígena, Rondon tornou-se órfão precocemente, tendo sido criado pelo tio e, depois de sua morte, transferiu-se para o Rio de Janeiro para ingressar na Escola Militar desta cidade. Alistou-se no 3º Regimento de Artilharia a Cavalo em 1881. Dentre outros estudos, cursou Matemática e Ciências Físicas e Naturais da Escola Superior de Guerra.

Ainda estudante, teve participação nos movimentos abolicionista e republicano. Foi nomeado chefe do Distrito Telegráfico de Mato Grosso. Foi então designado para a Comissão de Construção da linha telegráfica que ligaria Mato Grosso e Goiás.

O governo republicano tinha preocupação com a região oeste do Brasil, muito isolada dos grandes centros e em regiões de fronteira. Assim decidiu melhorar as comunicações construindo linhas telegráficas para o Centro-Oeste.

Rondon cumpriu essa missão abrindo caminhos, desbravando terras, lançando linhas telegráficas, fazendo mapeamentos do terreno e principalmente estabelecendo relações cordiais com os índios.

Desbravador do interior do país, foi inspiração para criar o SPI (Serviço de Proteção ao Índio). Foi o Criador da expressão "Do Oiapoque ao Chuí" quando ele foi designado para estender a linha de telégrafo que se se estendia nacionalmente.

Em 1957 foi indicado para o prêmio Nobel da Paz, pelo Explorer's Club, de Nova York. No ano seguinte, Cândido Rondon faleceu, aos 92 anos, no Rio de Janeiro. Foi sepultado no Cemitério de São João Batista.

 

20 de outubro de 2017
No espaço serão realizadas consultas, procedimentos de fisioterapia e atendimentos odontológicos.
20 de outubro de 2017
"Vamos destinar parte do recurso economizado pela Câmara à Prefeitura no sentido de ajudar neste momento difícil pelo qual o município passa", destacou o Presidente do Legislativo ao fazer referência aos temporais que assolaram o município.
20 de outubro de 2017
“Já temos que conviver com barreiras arquitetônicas que dificultam o nosso cotidiano, não bastasse isso, sofremos com o desrespeito de pessoas", afirmou.
20 de outubro de 2017
Homenagem foi solicitada pelo vereador Vinícius Makvitz e acontece na segunda-feira, dia 23, a partir das 19 horas.
20 de outubro de 2017
Adolar Queiroz, Presidente da Câmara de Vereadores de Santo Ângelo, explicou que o principal pedidos dos proprietários de agroindústrias foi pela flexibilização da legislação