Brasão

Câmara de Vereadores
de Santo Ângelo

Câmara de Vereadores de Santo Ângelo.

Quinta, 05 de setembro de 2019

Corsan apresenta ações aos vereadores de Santo Ângelo

Por proposição do presidente da Câmara de Vereadores de Santo Ângelo, Maurício Loureiro (PDT), foi realizada uma reunião com a Corsan, para discutir as ações da concessionária no município, na manhã dessa quarta-feira, 04.

Na ocasião, o superintendente da Corsan Missões, João Batista Corim, acompanhado do gestor da unidade de Santo Ângelo, Araken Maicá, fez uma apresentação dos investimentos e dos trabalhos realizados na Capital das Missões. Posteriormente, os edis fizeram questionamentos pontuais acerca da responsabilidade e cumprimento de contratos, em determinados bairros e ruas do município.

Corim apresentou os serviços que a Corsan está executando e um planejamento para os próximos anos. A prestação de contas foi combinada com os vereadores quando foi feita a assinatura do 4º Aditivo Contrato Programa com o município, com vigência até o ano de 2055, que prevê investimentos no Sistema de Abstecimento de Água e Sistema de Esgotamento Sanitário do município.

Conforme Loureiro, a solicitação da prestação de contas, previamente combinada, surgiu devido à inúmeras reclamações, solicitações e demandas da comunidade santo-angelense. “Muitos moradores nos procuram para falar e pedir para intervir de alguma forma no que está sendo feito, principalmente nas ruas do nosso município. Então este diálogo é necessário para compreender o que está sendo feito e como pode ser melhorada a situação da população”, disse.

Participaram da reunião, o presidente da Casa Maurício Loureiro (PDT), vice-presidente Vinícius Makvitz (MDB), vereadores Felippe Terra Grass (PDT), Valdonei da Luz (PDT),  Dionísio Faganello (DEM), Valter Mildner (REDE), Márcio Antunes (Progressistas) e Paulão (Progressistas), e o secretário Municipal de Meio Ambiente, Francisco da Silva Medeiros, representando o Poder Executivo.

 

Sistema de Abastecimento de Água

Com relação ao sistema de abastecimento de água, o superintendente regional explicou que há, em Santo Ângelo, cerca de 32.679 economias atendidas, em 26.675 ligações, considerando a população de 77.620 habitantes (IBGE 2018). Para tanto há duas estações de Tratamento de Água.

Corim também falou que foram feitos investimentos em controle Supervisório, Macromedição, Interligação das Estações de Tratamento de Água, Motores e paineis elétricos, Subestações de Energia Elétrica, Substituições de Redes, Equipamentos Adquiridos, Recuperação de Estrutura dos prédios da Corsan, Centro de Controle Operacional e Certificados ISO 9001.

 

Sistema de Esgotamento Sanitário

Sobre o esgotamento, o superintendente da Corsan afirmou que há cerca de 7.740 economias atendidas, em Santo Ângelo. São 3.841 ligações de Esgoto, com o potencial para chegar a 21.127 ligações, em duas estações de Tratamento. Corim explicou que 23,68% das economias de água estão abastecidas com esgotamento Sanitário.

Segundo a prestação de contas apresentada, o total de investimentos previstas entre 2012 à 2018 era de R$ 8.514.136,65. De 2012 à 2019 já foram realizados R$ 8.381.498,68, restando para este ano ainda o recurso de R$ 132.637,97.

Foram realizados, neste período, cerca de 1092 unidades de ligações domiciliares; 14.146 metros de extensão de rede coletora, e 1277 metros de extensão de linha de recalque executada.

Dentre os investimentos, Corim destacou que as seguintes obras já foram concluídas: execução de rede coletora de esgoto e ramais prediais do Bairro Centro-Sul; ampliação de rede coletora de esgoto e ramais prediais – Centro Sul; execução de redes coletoras de esgoto, ramais prediais e interceptor do Bairro Jardim; ampliação da rede coletora de esgoto e ramais prediais do Bairro Centro-Sul e ampliação de rede coletora de esgoto e ramais prediais da bacia 4. Ainda está em andamento, a execução da rede coletora, ramais prediais. linha de recalque e EBE do Bairro Pillau.

A previsão para os investimentos da Corsan em esgotamento sanitário no município de Santo Ângelo, de 2019 à 2023, é de R$ 19.026.546,42, montante gasto em obras de execução das redes coletoras de esgoto de sete bacias, ramais prediais, EBEs e linhas de recalque. Conforme Corin, a ordem de início para esta ação foi emitida e está em fase de aquisição de materiais.