Terça, 24 de maio de 2016
Consultas e cirurgias eletivas pautaram reunião no Legislativo de Santo Ângelo

Na manhã desta terça-feira, dia 24, os vereadores Osvaldir Ribeiro de Souza – Vando, Lauri Juliani, Nader Awad e Everaldo de Oliveira, estiveram reunidos com o provedor do Hospital Santo Ângelo, Bruno Hesse.

O encontro teve por objetivo elucidar questões ligadas ao projeto social que visa reduzir o tempo de espera para a realização de cirurgias eletivas. Conforme informou Hesse, devido ao baixo número de processos cirúrgicos contratados pelo Estado, a situação tem se agravado. Só de Santo Ângelo, são mais de 300 pacientes aguardando na fila de espera. “Em média, cada cidadão tem esperado cerca de um ano para a realização de algum procedimento cirúrgico de baixa ou média complexidade”, afirmou Hesse.

Diante da situação, o HSA encontrou como alternativa, a possibilidade de convênio com os municípios atendidos pela Casa de Saúde.  A proposta é que cada administração pública colabore com pequeno percentual. Segundo Bruno Hesse, Entre-Ijuís e São Miguel das Missões já aderiram ao projeto.

Ao falar sobre o assunto, o secretário da Mesa Diretora, vereador Osvaldir Ribeiro de Souza – Vando, ponderou a necessidade de fazer com que a população seja atendida em um tempo de espera aceitável.  “Temos que encontrar maneiras de acabar com o sofrimento de cidadãos que já aguardam há mais de um ano para realizar o procedimento que lhe foi indicado. A Câmara de Vereadores, no mês de abril, devolveu aos cofres públicos R$ 300 mil. A indicação deste Poder foi para que o valor fosse utilizado na área da saúde e, assim, esperamos que seja, que a Administração Municipal também assine o convênio e colabore para o desentrave destes processos cirúrgicos”, frisou Vando.

Atualmente, o Estado tem 235 cirurgias mensais contratadas com o HSA, contudo, o número não tem dado conta da demanda. A expectativa é que com a destinação de auxílio especial por parte dos municípios da região das Missões, seja possível retomar o fluxo normal dos processos cirúrgicos.

“O atraso gera prejuízos à saúde dos pacientes e aos recursos da área. Um paciente que aguarda por muito tempo, precisa refazer os exames já pagos com dinheiro público. Além disso, é muito comum que o paciente retorne, por diversas vezes, ao Hospital, procurando soluções paliativas enquanto não é chamado a realizar o processo cirúrgico”, concluiu o vereador Vando.

Nos próximos dias, a Câmara de Vereadores estará agendando reunião com o Conselho e com a Secretaria Municipal de Saúde para tratar sobre a adesão ao projeto.

 

Nova equipe de traumatologistas e ortopedistas

Durante a reunião, também teve destaque a recente contratação da equipe, constituída por 12 médicos, do Centro de Ciências Cirúrgicas Avançadas de Porto Alegre (CCCA), que atua na área de traumatologia e ortopedia.

A nova equipe deu início aos trabalhos junto ao HSA no dia 13 de maio. A atuação destes profissionais em Santo Ângelo se dá através de revezamento. De segunda a sexta-feira, dois médicos ficam disponíveis, 24 horas, para o atendimento de urgência e emergência, realização de cirurgias eletivas e de consultas especializadas em traumatologia e ortopedia.

Conforme salientou o provedor Bruno Hesse, o serviço atende Santo Ângelo e os 24 municípios da região e se destaca por oferecer atendimento diário e especializado, através de convênios ou particulares.

OUTRAS NOTÍCIAS
22 de junho de 2022
Escola Presidente Getúlio Vargas está com inscrições abertas para cursos técnicos
22 de junho de 2022
Presidente do Legislativo São-borjense visita a câmara de Vereadores de Santo Ângelo
21 de junho de 2022
Clubes de Mães da comunidade do Rincão do Sossego realizam festa junina
20 de junho de 2022
Legislativo concede a Janira do Couto Mânica a Ordem da Cruz Missioneira
19 de junho de 2022
Santo Ângelo cede 5,4 hectares à Associação Indígena Tekoa Pyau