Brasão

Câmara de Vereadores
de Santo Ângelo

Câmara de Vereadores de Santo Ângelo.
Sexta-feira, 11 de março de 2016

Comissão de Constituição e Justiça emite parecer desfavorável ao projeto que visa alterar as alíquotas repassadas ao FABS.

 

A Comissão de Constituição e Justiça, formada pelos vereadores Lauri Juliani, Diomar Formenton e Vinícius Makvitz, esteve reunida na manhã desta sexta-feira, dia 11, com o Assessor Jurídico da Casa Legislativa, Marco Antônio Beck Aquino.

A reunião teve por objetivo concluir a avaliação do Projeto de Lei, de autoria do Executivo Municipal, que propõe modificar o valor das alíquotas repassadas ao Fundo de Aposentadoria e Benefícios do Servidor – FABS.

Conforme explicaram os parlamentares, a alteração pode gerar danos irreversíveis aos servidores, que poderão ver o fundo se extinguir com o passar dos anos. Diante disso, a Comissão elaborou parecer que opina pela rejeição do Projeto. Na justificativa, os edis fizeram questão de destacar a posição dos servidores municipais e, sobretudo, a inconstitucionalidade da iniciativa.

“Inicialmente, a Câmara de Vereadores reuniu os servidores municipais com a intenção de compreender a situação e saber a posição da categoria. Paralelo a isso, buscamos aporte jurídico, o qual demonstrou que o Projeto não tem condições de ser aprovado, tendo em vista uma série de quesitos amparados pela Constituição Federal”, explicou o vereador Lauri Juliani, presidente da Comissão de Constituição e Justiça.

Atualmente, 26% do valor da folha de pagamento do município é destinado ao Fundo, sendo que o projeto propõe que, de janeiro deste ano até o mês de outubro, o percentual passe a ser de 3%. Para o mês de novembro, a proposta é que a alíquota suba para 17% e em 2017 para 33%.

Justificando a posição contrária ao projeto, os edis destacaram, também, a Portaria do Ministério da Previdência Social nº 563, que estabelece a necessidade de aprovação prévia da Secretaria de Políticas de Previdência Social – SPPS em qualquer iniciativa que implique na redução das alíquotas de contribuição ou aportes destinado ao Regime de Previdência dos Servidores Públicos - RPPS.

Outro fato que causou estranheza e que, segundo os vereadores, não condiz com a legislação vigente, diz respeito à busca de compensação das alíquotas. “O projeto prevê a alteração do percentual a partir de janeiro deste ano. Contudo, a contribuição previdenciária é considerada uma espécie de tributo pela Constituição Federal e, sendo assim, não pode retroagir”, explicou o vereador Diomar Formenton.

Outro ponto destacado pela Comissão trata da utilização dos valores que deixariam de ser aplicados no Fundo. Os edis chamam atenção para o fato de que o projeto não demonstra nenhuma relação com o reajuste salarial dos servidores, previsto na Constituição Federal. “O Executivo Municipal tem alegado que se o projeto não for aprovado não haverá possibilidades de conceder o reajuste anual previsto na nossa legislação. Contudo, a justificativa atrelada ao projeto não faz menção, em nenhum momento, ao reajuste dos servidores, isso quer dizer que o valor para reposição salarial dos servidores não seria extraído da sobra de valores que o projeto proporcionaria”, explicou Lauri.

O projeto permanece na Câmara de Vereadores e deverá pautar, também, a reunião da Mesa Diretiva do parlamento, a ser realizada na próxima segunda-feira, dia 14. 

21 de março de 2017
Em sessão especial, vereadores chamam atenção para a importância da luta pelo bem-estar, igualdade de direitos e inclusão das pessoas de Down na sociedade. Homenagem atendeu solicitação dos vereadores Maurício Loureiro e Vinícius Makvitz.
21 de março de 2017
Primeira solenidade alusiva à data foi realizada pela Câmara de Vereadores, no Plenário Juarez Alves Lemos. Prefeito e parlamentares destacaram os desafios para o desenvolvimento econômico e social do município.
17 de março de 2017
Informação é do Presidente da Câmara, Adolar Queiroz, que durante audiência solicitou medidas de segurança no local
17 de março de 2017
Solenidade terá início às 19 horas. No mesmo dia, às 19h30min, também haverá sessão especial alusiva ao Dia Internacional da Pessoa com Síndrome de Down.
17 de março de 2017
Deputado Federal Covatti Filho fez a entrega do documento que garante a destinação de R$ 250 mil para edificação de um Centro Social. Investimento foi solicitado pelo vereador Márcio Antunes.